Dica que Wiabiliza

 4 de novembro de 2014
Postado por Wiabiliza

Jorge Ruivo: “Não hesite diante da oportunidade de dar a mensagem certeira aos seus subordinados”

Após resultados pífios, os colaboradores, quando não são desligados, justificam aos superiores os motivos de não entregarem o que era esperado. Nesta hora, temendo processos por assédio moral, gestores amenizam o tom na avaliação de desempenho. Ao invés de serem certeiros, preferem mensagens reflexivas, sem condenação, demitem com sutilizas e, desse modo, permitem que o ruim de desempenho nem perceba o que aconteceu e por que foi demitido. O resultado disso é: quem é ruim se dedica pouco, tem baixo comprometimento, prossegue com esse comportamento e ainda se intitula injustiçado.

Precisamos estimular desenvoltura nos gestores, clareza e justiça nas ações, coerência e sinceridade. A obrigação dos gestores é desenvolver seus subordinados a ponto que ele possa vir a ocupar seu lugar e sem temer por isso, porque certamente o gestor também ocupará postos maiores.

Pelos baixos investimentos no desenvolvimento de lideranças capacitadas nos tornamos ineficientes, atrasados, caros e perdedores para concorrência de empresas mais estruturadas, seja ela nacional ou multinacional.

Empresas que pensam grande e a longo prazo investem nos seus profissionais e os acompanham oferecendo chances de recuperação quando não atendem as demandas ou apresentam problemas de competências. Só praticam a demissão quando as chances dadas não surtirem efeitos.

A mensagem é: Treine, Desenvolva, Avalie, Oriente,  Aproveite internamente os bons e demita urgente aqueles que não acompanham os padrões que você deixou claro a cada um deles. Importante: só demita se você deixou claro os objetivos e metas a serem alcançadas! Se não fizer isso não poderá exigir nada e neste caso quem deve ser demitido é você! E caso seja o Dono, procure ficar no Conselho para não comprometer  a gestão do dia a dia, os resultados de sua empresa e de seu patrimônio.

Deixe um comentário

Erro! Este email não é válido.